marédematos
nuvem azul
nuvem vermelha
eu quero viver como 1 ave

eu quero viver como 1 ave
pra que o trânsito das seis da tarde
não me cause alarde
eu quero viver como mahatma gandhi
pra que diante das possíveis iluminações e
desilusões
eu só siga adiante
também quero viver como minha mãe
pra que eu perceba a impotência da rima
diante dos pães